Ruivas, Louras & Morenas

quinta-feira, 17 de maio de 2007

A Unibroue é uma cervejeira canadiana, sedeada no Quebec, e pelo que se pode constatar, trata-se de uma empresa extremamente cuidadosa. Nunca apreciei muito frases feitas ou ditados populares, mas aqui justifica-se a utilização plena daquela que diz que “os olhos também comem”. Na verdade, uma garrafa bonita e bem apresentada despertará seguramente mais a atenção do que uma vulgar, de rótulo descuidado, e sobretudo, falho de informação. É claro que, se a cerveja for má, nem a apresentação lhe vale. Felizmente para nós, não é este o caso. Além do bom gosto manifesto das garrafas e dos rótulos, dos quais constam todas as indicações exigidas desde as características da cerveja até ao tipo de copo a utilizar, a qualidade do líquido acompanha a da embalagem ou supera-a até.
Tendo lido favoravelmente sobre os produtos da brasserie do Quebec, quando deparei com elas numa área comercial em Espanha, não hesitei e trouxe dois exemplares de cada um dos tipos que havia em venda: Eau Bénite, Maudite e Trois Pistoles, aqui discriminadas por ordem crescente do grau alcoólico de cada. E foi precisamente por essa ordem que elas começaram a desaparecer - uma opção de prioridade como outra qualquer - com grande prazer do paladar.
Da Eau Bénite se poderá dizer que se trata de uma loira turva, de espuma pouco consistente, e um aroma frutado em que o malte não tem presença acentuada. Apesar do teor alcoólico demandar os 7,7º, trata-se de uma cerveja leve e de consumo fácil, com um gaseificado no ponto e o seu sabor a fruta madura a permanecer com insistência na boca. Extraordinariamente equilibrada, é uma cerveja…benta.


**********


Já a Maudite (strong beer on lees, como a identifica o rótulo) é uma ale de alta fermentação (diferente contudo das belgas), morena e atrevida no seu vestido ambarino escuro, com espuma abundante que se desfaz num abrir e fechar de olhos, traz consigo um perfume que permanece pelo tempo certo e um sabor cremoso e algo complexo mas onde parece existir um travo a trufa, e aquela ponta de amargo que se exige. Uma cerveja cheia de carácter nos seus 8º, sem se tornar agressiva, o que diz do seu equilíbrio.


**********


Resta a Trois Pistoles, previsivelmente a mais ousada das três. Ando a evitar o encontro, pois só de pensar em ver a despensa amputada das preciosas garrafas me cria uma angústia…


Copo aconselhado(para ambas): Maudite

Etiquetas:

 
posted by Vic at 5/17/2007 09:00:00 da manhã |


2 Comments:


At 18 de maio de 2007 às 00:26, Blogger Ega

Do Canadá não conheço nada em termos cervejeiros. Aliás, até pensava que eles nem tinham muita tradição cervejeira. Do novo continente só conhecia as cervejeiras dos 3 grandes: EUA, México e Brasil.

Mas isto é todos os dias a aprender!

Cumprimentos!

 

At 18 de maio de 2007 às 16:34, Blogger VdeAlmeida

Para mim, a Unibroue deve ser uma das melhores cervejeiras do continente americano, Ega. Tem um produto muito cuidado e parecido com o europeu
Cumprimentos

(prendemos todos, todos os dias :- )