Ruivas, Louras & Morenas

domingo, 21 de setembro de 2008
Reparei agora que estou a chegar às 50 apreciações escritas a cervejas belgas, o que demonstra de certo modo, o meu apreço pelas cervejas daquele país. No entanto, devo referir que se não me refiro mais a cervejas de outros países é porque as não encontro neste nosso canto quase esquecido da Europa (outras são tão más que nem me parecem dignas de menção, e nesse grupo até incluo algumas belgas...). Mesmo muitas sobre as quais aqui me pronuncio são adquiridas em viagens por países, e maioritariamente em pequenas surtidas a terras dos nuestros hermanos, esses sim, uns privilegiados em termos cervejeiros.
Mas vamos ao que importa, que o muro das lamentações é muito longe, e hoje é domingo, dia pouco dado a tristezas, e tentemos um sprint para atingir a tal meia centena de belgas provadas.
Hoje refiro mais uma das minhas preferidas, a Maredsous 8, produto da Duvel Moortgart, e parte de uma tríade de grande qualidade: há a Maredsous 10 - de que já aqui dei notas, e que foi durante uns tempos a minha preferida do trio, quiçá pela sua pujança - a hoje mencionada 8, e a 6, única do trio que nunca tive oportunidade de apreciar.
Pois esta Maredsous 8 é um caso sério. Aliás, nem outra coisa seria de esperar de um produto saído daquela cervejeira belga, que prima pela excelência dos seus produtos, a começar pela sua principal “bandeira”, a extraordinária Duvel.
E é um caso sério, porque sendo tão complexa e rica de aromas, mas principalmente de sabores, se torna difícil de descrever, embora a primeira frase que me suscite ao bebê-la seja: “Que maravilha”.
Farta de espuma, cremosa e perene, que vai ficando em argolas pelo copo á medida que se vai esgotando, o corpo é escuro como se impõe numa dubbel. Os aromas vão dos maltados aos chocolates escuros, passando pelos frutados. De elevada densidade, a bebida, quase oleosa, revela na degustação uma mescla de caramelo e fruta, e um fim de boca a lembrar um bom vinho do Porto - o tal licoroso presente - a persistir durante vastos minutos, deixando-nos aquela sensação de saudade recente que nos faz pensar: “Que pena! Já se acabou!”.
Mas outros dias virão, e a Maredsous 8 é uma das minhas companhias mais habituais, embora nos últimos tempos, e para muita pena minha, tem andado arredia dos escaparates dos sítios onde a costumava comprar.
Oxalá seja ausência passageira, porque, incauto, não constituí reserva adequada, e agora tenho-lhe sentido a falta.
Maredsous8 - **********



Cervejeira: Duvel Moortgart NV, Bélgica
Vol/Alc: 8% Abv
Ano: 2006
Tipo: Dubbel
Copo: Goblet


Etiquetas:

 
posted by Vic at 9/21/2008 11:18:00 da manhã |


6 Comments:


At 21 de setembro de 2008 às 19:46, Blogger Edson Costa

Ai as belgas... Caro Vitor, partilhamos a mesma paixão pelas belgas, em especial as Trapistas!
No meu caso posso dizer que foi amor à primeira vista. Mas também não se poderia esperar outra coisa de uma Chimay Bleue.

Abraço

 

At 22 de setembro de 2008 às 19:11, Blogger alfacinha

olá já bebeu uma cerveja " royal "da cervejaria Palm ( Bélgica)'uma cerveja criada no ano 2003 .
cumprimentos

 

At 23 de setembro de 2008 às 09:59, Blogger alfacinha

As belgas têm uma escolha rica de cervejas, contudo são todas cervejas locais e por isso uma selecção superabundância de tantas cervejas só estão oferecidas nas cervejarias especializadas em cervejas de alta fermentação. Felizmente há muitas destas cervejarias e algumas cidades também organizam cada ano feiras de cervejas e não devo explicar que isto é um prazer total para o apreciador daquelas bebidas exclusivas. Quando estiver na Bélgica, recomendo todos os amadores para se dirigir ao serviço de turismo para que seja a maneira mais rápida para encontrar aqueles templos de cervejas.
cumprimntos

 

At 24 de setembro de 2008 às 16:51, Blogger VdeAlmeida

É verdade, amigo Edson. Não entendo como há quem lhes possa resistir, ehehehe!
Abraço

 

At 24 de setembro de 2008 às 16:52, Blogger VdeAlmeida

Amigo Alfacinha

Como já te disse, nunca provei a Royal da Palm. Com muita pena minha.
Sobre o resto, grato pelas indicações
Abraço

 

At 16 de outubro de 2008 às 01:16, Blogger Rodrigo

Acabei de provar a Maredsous 8 pela primeira vez.
Tem tudo que uma cerveja deve ter para mim: Maltada, caramelo, chocolate, toffee, amargor final, picante, delícia.
Estou com vontade de tomar outra.

Abraços.
Rodrigo Campos
Fortaleza - Ce - Brasil