Ruivas, Louras & Morenas

sexta-feira, 7 de março de 2008
Por vezes chegam-me às mãos edições especiais, que, na maior parte das vezes confirmam ser mesmo algo de muito especial, como é o caso de duas Fuller’s Vintage Ale, que vinham embaladas de forma requintada, cuidado que é imagem de marca dos ingleses, e que significa desde logo, o grande respeito demonstrado pela sua clientela.
A Fuller Smith and Turner PLC é uma das instituições britânicas, e reconhecida pelos produtos de alta qualidade - quem não conhece a Fuller’s London Pride? - e em 1997 decidiu proceder à elaboração anual de uma cerveja distinta e em quantidade limitada, engarrafada e numerada, de modo a conceder-lhe assim um estatuto de cerveja Vintage, e que pode ser consumida de imediato ou deixada em maturação durante 3 ou 4 anos, o que certamente lhe acrescentará qualidade à muita que já traz consigo.
De um castanho avermelhado, quando cai no copo forma uma espuma cremosa e moderada, que não tem grande continuidade, mas sobretudo solta notas aromáticas de passas e algum malte torrado.
Na boca, o líquido cremoso, inunda as papilas suave, mas com densos sabores a maltes e frutas secas. Muita fruta seca. E certamente, um fundo vinícola pronunciado, até porque a carbonatação é quase despicienda, o que a afasta um pouco da perspectiva tradicional que se tem por cá de uma cerveja.
Claro que sendo uma cerveja especial elaborada por uma cervejeira acima de qualquer suspeita, só podia ser um produto fora do comum e que sobe bem alto na escala da apreciação.

Fuller‘s Vintage Ale - **********

Cervejeira: Fuller Smith and Turner PLC, UK
Vol/Alc: 8,50% Abv
Ano: 2007
Tipo: Old Ale
Copo: Goblet


Etiquetas:

 
posted by Vic at 3/07/2008 12:08:00 da tarde |


4 Comments:


At 8 de março de 2008 às 13:19, Blogger Chela

Hola Amigo De Almeida en primer lugar quisiera felicitarte por tu blog sobre cerveza y vida. Me parece un site fresco, entretenido y con buenas ideas.

En unos días pasaré por Guarda y quisiera preguntarte si conoces de alguna cervecería interesante o si sabes de la existencia de alguna cervecera artesanal portuguesa que pudiera encontrarse en Guarda.Gracias por adelantado.

Al hilo de esta pregunta me gustaría comentarte que, para el aficionado extranjero sería de agradecer más comentarios sobre la actualidad de la cerveza portuguesa. He estado buscando y no abundan los sitios que se dediquen a ello, que me puedes decir al respecto?

He estado leyendo tu blog y sorprendentemente he visto la reseña acerca de la Belenos de Navidá. Como Asturiano aficionado a la cerveza creo que debo aclarar un par de cuestiones sobre esta en cuestión. En primer lugar decirte que en Asturias no se elabora cerveza desde 1993. Belenos, Belenos de Navidá y L'Esbardu cerveza de miel son elaboraciones de la cervecera belga La Binchoise que produce y etiqueta estas cercezas para un distribuidor asturiano. A mi personalmente no me gustan como cervezas no me gusta que se relacionen con asturias.

En Asturias concretamente en Colloto estuvieron produciendose cervezas de calidad casi durante 100 años. Una crisis económica y un desinterés político por conservar un patrimonio industrial e histórico llevó al cierre definitivo de la fabrica en 1993.
Tal fábrica, elaboradora de pilseners de calidad se llamaba El Aguila Negra.

En www.sursumetcorda.blogspot.com tienes mi blog sobre cervezas invitado estás a visitarlo y dejar tus impresiones.

Y en www.caacblog.blogspot.com encontrarás la página de la Asociación Cultural sobre Cerveza a la que pertenezco.

Un gran saludo

P.S.-(Te esribo en español porque mi portugués escrito es muy deficiente jejeje y porque veo que lo dominas a la perfección.Puedes escribirme en portugués sin problemas.Gracias)

 

At 8 de março de 2008 às 20:27, Blogger VdeAlmeida

Amigo Chela

Agradeço a visita, a atenção e o belo comentário.
Para começar, devo dizer-te que, respondendo à tua questão, não conheço cervejarias na Guarda, e creio que cervejas artesanais não irás encontrar por lá.
Deixa dizer-te que em Portugal, a cervejaria artesanal se resume à produção que meia dúzia de amantes da cerveja que por acaso se "encontram" num fórum do qual faço parte chamado Cervejas do Mundo (http://www.cervejasdomundo.com/)onde poderás encontrar o que há sobre cerveja caseira, e que vão fazer um concurso de cerveja artesanal a 25 de Maio.
De resto, creio haver mais dois ou três bares em todo o país onde fazem cerveja artesanal, mas só para venda no local.
Também há a Republica da Cerveja, que depende de uma das grandes produtoras portuguesas, a Unicer, e que tem 2 resraurantes, um em Lisboa e outro no Porto, que servem cervejas especiais feitas propositadamente para esses restaurantes e não são vendidas engarrafadas.
Portanto, estás a ver que o panorama não é animador. Mas conforme refiro no post quue escrevi hoje, espero que as coisas melhorem.
Gostei de saber que és Asturiano. Já estive por aí, de visita aos Picos da Europa e fiquei em Covadonga. Uma viagem fantástica. A vossa paisagem natural é absolutamente esmagadora. Gostei muito.
Quanto á Belenos, devo dizer-te que a primeira vez que a vi foi no El Corte Inglês de Badajoz, que visito com alguma regularidade, e como gosto bastante de cervejas de Natal, numa das idas a Badajoz, decidi comprar uma garrafa. O rótulo era muito pouco informativo, só referia que era asturiana. Ainda procurei na net informações sobre a cerveja, mas pouco mais encontrei.
Mas agora o que me dizes surpreende-me bastante, por uma razão: não gostei da cerveja (e não me admira que não gostes de a ver associada às Astúrias), mas gosto dos produtos da La Binchoise, e me admira que não tivessem conseguido fazer algo melhor, não te parece? Para mais, a La Binchoise Noel é excelente.

Espero que te divirtas por cá, mas não contes com muita novidade em relação a cervejas.

Um abraço português

(idem pelo meu espanhol :-) )

 

At 13 de março de 2008 às 01:10, Blogger Vicente Ferrari

Caro V. de Almeida

Inicialmente gostaria de cumprimenta-lo pelo interessante blog. Já o coloquei entre meus favoritos. Com relação a Fuller´s, recentemente tivemos o privilégio de poder degusta-la aqui no Brasil.Apesar de não ter sido importada nenhuma vintage, temos a Porter,ESB,Golden pride, London Pride e a 1845(minha favorita).
Grande abraço!

 

At 15 de março de 2008 às 21:58, Blogger VdeAlmeida

Caro Vicente

A Fuller's é, como digo, uma referência, e esta é especialmente boa. Por cá, nem cheirá-las. Só mandando vir de fora, ou trazendo de lá. Estamos no mesmo continente da Grã-Bretanha, mas parece que estamos do outro lado do mundo, :-)

Grato pelas palavras