Ruivas, Louras & Morenas

domingo, 21 de dezembro de 2008
Cá estou eu de novo, após mais um interregno, inevitável só por causa da preguiça e do frio, que enregela os dedos e tira a vontade de dedilhar o teclado.
Mas suponho que volto bem, pese embora a minha vontade de vos falar de novidades natalícias em matéria cervejeira e não ter nada para vos oferecer. É verdade, não sei se devido à famigerada crise, aquelas belas cervejas de Natal que costumavam ter (tímida) aparição nos escaparates dos supermercados, desta vez nem cheiro delas, a não ser a inevitável Gordon Xmas, que embora de boa qualidade, não nos apaga a vontade de conhecer coisas novas.
Pois é, as cervejas de Natal costumam ser das melhores que as cervejeiras fazem, capazes de aquecer corpo e alma e luzir os olhos de satisfação, mas se quis alguma coisa de especial, tive que mandar vir de fora, e já há algum tempo.
Numa pequena encomenda que fiz à La Maison Belge lá vinham incluídas duas garrafas de 75 cl da La Chouffe N’Ice, a bela cerveja especial que a cervejeira LaChouffe faz para esta época especial.
Decidi-me a abrir uma há uns dias. Ao contrário de algumas outras cervejeiras que optam por rolhar a garrafa ao estilo champanhês, a AChouffe prefere o método tradicional cervejeiro, com a normalíssima tampa de lata. O rótulo, como é habitual na D'AChouffe, é divertido, com os anões adaptados ao tempo rigoroso do Natal, e as informações são as necessárias: tipo de cerveja, origem, componentes (curioso o uso de tomilho e curaçao), grau etílico e nada mais, como quem diz, “o resto, comprovem ao beber”.
E diga-se que vale bem a pena. Imponente e cremosa espuma que vai desaparecendo deixando laços no copo, e corpo de um castanho escuro e profundo.
Ao nariz, faz chegar um suave aroma a frutos secos, passas de uva e algum álcool que não retira o apetite de a degustar. Na boca, um cacharolete de sabores, muita fruta seca à mistura com indícios de maltes e chocolates, e um fim de boca muito persistente e adocicado com travos de especiarias. Sendo uma cerveja potente - apresenta uns respeitáveis 10º de Abv - nunca se torna agressiva, o que é raro numa cerveja deste tipo.
Em conclusão, poder-se-ia dizer que, por muito pobre que seja um Natal, a N’Ice decerto o enriquecerá sobremaneira. Uma cerveja que, como disse, aquece o corpo e a alma.
Devo dizer que há um grande debate sobre os tipos e sub-tipos de cerveja, e em muitos casos há algumas divergências na forma de catalogar algumas - por exemplo, não raro acontece estarmos a beber uma Porter julgando estarmos em presença de uma Stout, só conseguindo a diferenciação através da definição dada pelo rótulo - mas disso, e porque é um tema que acho muito interessante, falarei no próximo post. Contudo, e relativamente a esta, a confusão é impossível: trata-se mesmo de uma Belgian Dark Strong Ale, um dos meus tipos de cerveja preferidos.


N‘Ice Chouffe - **********


Cervejeira: Brasserie D’Achouffe, Bélgica
Vol/Alc: 10% Abv
Ano: 2008
Tipo: Belgian Dark Strong Ale
Copo: Goblet




Etiquetas:

 
posted by Vic at 12/21/2008 04:35:00 da tarde |


8 Comments:


At 5 de janeiro de 2009 às 21:06, Blogger Rodrigo Campos

Olá V de Almeida,

Primeiramente queria te convidar para conhecer o meu blog cervejeiro que estou escrevendo a menos de um mês: paraquevocerveja.blogspot.com

O seu blog está recomendado por mim nos links.

Queria também te perguntar sobre a sua experiência com as cervejas do Estilo Belgiam IPA como Urthel Hop-It, Houblon Chouffe IPA Tripel, Gouden Carolus Hopsinjor e, pelo que diz o Beer Advocate, até a Piraat. Sei que é um estilo novo mais lupulado para agradar o mercado americano lupulomaníaco. Já tive a oportunidade de provar a Urthel e esperava maior presença de lúpulo e amargor nela e não foi o que encontrei. Na Piraat então, para mim está mais para uma Belgiam Golden Strong Ale, como a Duvel. Parece que você já provou algumas dessas. O que você tem de impressão sobre elas e sobre o estilo em geral. É para ser lupulada e amarga como as IPA tradiconais inglesas ou a intensidade de maltes utilizados nas belgas escondem este lúpulo.

Um abraço.

 

At 8 de janeiro de 2009 às 21:42, Blogger Manzapivo

Como vai Almeida?

O convido visitar meu novo blog cervejeiro em portugues: http://horcerv.blogspot.com/

Lhe agradeço muito qualquier comentário e proposta.

http://manzapivo.blogspot.com

 

At 1 de fevereiro de 2009 às 18:11, Blogger Rodrigo Campos

Por onde anda V de Almeida?

 

At 8 de fevereiro de 2009 às 18:51, Blogger Rafhael Vaz

Ótimo blog!! Recentemente fiz um post sobre cerveja e seu blog foi um dos indicados. Dps dê uma visitada!!

http://musicaecerveja.blogspot.com/

Abraço!!

 

At 10 de fevereiro de 2009 às 14:00, Blogger Sir Asf

Hola, señor. Ya está disponible la nueva Ronda: Música, maestro, a la que invitamos esta vez nosotros.
Esperamos tu participación:
http://hiposurinatum.blogspot.com/2009/02/la-ronda-9-musica-maestro.html

 

At 3 de junho de 2009 às 22:44, Blogger NUNO RAMOS

Para quem gosta de recordar o nosso clube em imagens, recordando as nossas vitórias e glórias, visite o Armazém Leonino. Julgo que passará alguns momentos nostalgicos. Peço desculpa pela intromissão!

http://armazemleonino.blogspot.com

para apaixonados por cromos,jornais antigos, relatos de futebol, revistas antigas, etc... visite!

 

At 2 de janeiro de 2010 às 22:47, Blogger Alberto

Hace un tiempo, presentó la excelente cerveza de Binchoise con miel (llamada Ours). Las pude encontrar en el Corte Inglés de Gaia con la cerveza de Navidad de Binchoise: ¿sabe donde se puede encontrar ahora estas magnificas cervezas en Portugal?
muito obrigado!