Ruivas, Louras & Morenas

segunda-feira, 2 de julho de 2007

Somos nós todos terrenos. Mesmo padres e monges. No entanto, alguns destes últimos, exibem argumentos tais que somos tentados a atribuir-lhes aquilo a que se poderia chamar de pacto divino. Com efeito, das suas mãos e inspiração, saem prodígios supremos, como esta Rochefort 10, que os monges trapistas de Notre Dame de Saint Remy têm a generosidade de partilhar connosco. Na receita, ninguém sabe se houve intervenção de Deus. Mas parece.
O líquido, muito escuro, é encimado por um colarinho branco persistente, e dele se evola um aroma a frutos secos e a chocolate.
A advertência do rótulo, que aconselha o seu consumo a uma temperatura entre os 12 e os 14º é para seguir (a cerveja “estupidamente gelada “ não é para aqui chamada, portanto). Só dessa maneira se conseguirá a plena satisfação, e o devido apreço pela complexidade do maravilhoso elixir.
E na verdade, é difícil a descrição de todas as sensações que nos invadem quando saboreamos esta obra prima. É o sabor da fruta madura, das passas, de especiarias, de licores…De olhos fechados, poderíamos ser levados a pensar estarmos na presença de um Porto vintage um pouco diferente, isto apesar de algum (pouco) gaseificado. É um líquido poderoso, mas notavelmente suave, e o seu ABV elevado (+- 11,5º) pouco se faz notar durante a degustação. Depois…bem, aí já a história é outra.
Estamos portanto, perante um produto de excepção. Aqueles 0,33cl dão um prazer quase irreal, isto se resistirmos à tentação de repetir a dose, o que não é fácil. Não tendo nunca bebido a famigerada Westvleteren, esta é sem dúvida, a minha cerveja preferida.


**********



Etiquetas:

 
posted by Vic at 7/02/2007 07:00:00 da tarde |


5 Comments:


At 3 de julho de 2007 às 23:45, Blogger galvao99

Ainda nao tive tempo de passar no Delidelux, mas esta vai ser, concerteza, uma das cervejas que vou adquirir.

Ainda não ha novidades em relação à feira de verao do corte Ingles, suponho, mas quando acontecer vou la fazer umas compras.

A Westvleteren so indo lá ao fim do mundo. Algum motivo para isso acontecer?

Abraço

 

At 4 de julho de 2007 às 17:14, Blogger VdeAlmeida

Caro galvao99
Se te referes a uma feira de cervejas, eles já a têm exposta.
Contudo, as novidades são muito poucas em relação ao que costumam ter.
Belgas, são as do costume. Alemãs é que têm mais qualquer coisa - têm umas dunkel boas - e é só.
Bem, não é pouco porque em relação ao resto do mercado, eles têm muita variedade. De qualquer forma, de aproveitar uma vez que os preços são ligeiramente mais baixos

Abraço

 

At 4 de julho de 2007 às 17:16, Blogger VdeAlmeida

P.S. - Quanto á Westvleteren, ao que me consta, vale mesmo a pena. Embora por cá ainda não seja muito comum o beertourism :-)
Provavelmente, não se justificará uma ida propositada, mas se lá se estiver por perto...

 

At 4 de julho de 2007 às 17:50, Blogger galvao99

Há Rochefort 10 na feira do corte Inglês? E qdo acaba a feira?

Obrigado

 

At 4 de julho de 2007 às 20:04, Blogger VdeAlmeida

Quando acaba não sei, galvao99.
E não. não há Rochefort. Nem 10 nem qualquer das outras. O que se lamenta.

P.S.- Pode ser que ainda apareça