Ruivas, Louras & Morenas

segunda-feira, 22 de outubro de 2007
O JP diz que gosta da Hoegaarden. Sabendo-se do seu (bom) gosto para a cozinha, é de confiar no paladar, e apostar na bela cerveja branca da Brasserie van Hoegaarden. E não é para brincadeiras, a cerveja, naturalmente turva e com o seu aroma e sabor a cítricos frescos apimentados, travo amargo irrepreensível e a espuma alvíssima que se assemelha a um floco, é daquelas indispensáveis no frigorífico de quem gosta de boas cervejas, daquelas que se servem bem frescas. É, fora de todas as dúvidas, uma das minhas preferidas neste tipo de cerveja, as Witbier.
Da mesma Cervejeira, considero da mesma forma indispensável, a deliciosa Fruit Défendu, com o seu esplêndido rótulo, a fazer lembrar uma pintura renascentista. De cor rubi bem escuro e generosa “gola” embora pouco persistente, o aroma a frutos silvestres é bem marcado. O sabor é acentuadamente maltado acrescentado de matizes de fruta seca, e o álcool - 8,5º de Abv, contra os menos de 5 da Hoegaarden Witbier - está bem escondido, o que diz bem do equilíbrio perfeito desta cerveja. Trata-se pois, de uma Belgian Strong Ale de elevado nível, mas que, curiosamente, tenho visto pouco referida nos rankings dos experts cervejeiros que tenho lido,
Estas considerações vêm também a propósito do que há uns dias aqui referi, que o facto de uma pequena cervejeira passar a integrar um grande grupo distribuidor - ou uma macro-cervejeira, no caso a InBev - não implica perda de identidade, ou resulte numa descida da qualidade da cerveja. Basta que haja certos valores salvaguardados durante as negociações, como me consta que aconteceu.


Hoegaarden WitBier - **********


Fruit Defendu Strong Ale - **********



Etiquetas: ,

 
posted by Vic at 10/22/2007 03:19:00 da tarde |


2 Comments:


At 26 de outubro de 2007 às 17:28, Blogger João Pedro Diniz

gosta da cerveja e do copo.

 

At 26 de outubro de 2007 às 18:36, Blogger Yardbird

Por acaso, é um dos copos que não tenho...