Ruivas, Louras & Morenas

quinta-feira, 3 de abril de 2008
O título do post é estranho, não é? Eu explico: um vírus que não devia gostar de cerveja (só mesmo um vírus pode não gostar de cerveja), deixou-me sem pio durante uns dias. Mas pronto, já me recompus e cá estou novamente, portátil a salvo e a bom recato, e pronto para relatar novas “expedições” cervejeiras.
Entretanto, os dias de verão parecem ter vindo para ficar, e aproveitei para ir novamente a um dos meus sítios de cerveja preferidos da capital, a República da Cerveja, que além de ter umas cervejas um pouco mais originais do que é comum nas outras cervejarias, está situado num local de privilégio, com a ponte Vasco da Gama lá ao longe, espalhada sobre um Tejo sereno e banhado de sol.
As novidades não são muitas, mas recomendam-se. Como sempre, fui bem recebido e na carta, que quanto a comeres não apresentava grandes alterações, lá estava a minha cerveja preferida, entre todas as que se fazem por estas bandas, a “malte de whisky”, que este ano me pareceu mais apurada que o costume. Espuma abundante e persistente, corpo dourado e cristalino, aroma a maltes fumadas bem pronunciado. No gosto, mais intenso que o de anos anteriores, lá estavam os bons sabores do fumeiro, o lúpulos no ponto, e uma gaseificação apropriada. Uma bela cerveja para acompanhar um bom naco de bife da vazia grelhado, como foi o caso.
Novidades então: o responsável pelas mesas, muito simpático, e que me dá sempre dois dedos de conversa, falou-me da próxima abertura de uma “nova” República da Cerveja na estação do Rossio, agora renovada. O magnífico edifício merece no seu átrio este novo atractivo, e mais uma vez os responsáveis da RC tiveram olhinhos na localização, bem no centro da Baixa, ora tão carecida de pontos de interesse que a revitalizem. Disse-me também que, dada a receptividade das cervejas da casa, este ano tinham decidido engarrafar uma quantidade moderada da sua Weiss. Infelizmente para mim, o lote já se tinha esgotado. Esperemos que na próxima tenha mais sorte.
Bom, e no fim a conta nem magoou a carteira, o que é sempre de apreciar.
P.S.- A seguir, vou trazer umas quantas cervejas que penso adequadas à época,



Etiquetas: ,

 
posted by Vic at 4/03/2008 02:15:00 da tarde |


2 Comments:


At 4 de abril de 2008 às 22:45, Blogger JC

E que tal um post básico para atrasados mentais em matéria cervejeira (como eu), do género "tipos de cerveja" "aromas", "países de origem" de cada uma, etc (v. saberá). É que, como v. sabe, "eu é mais vinho", mas o seu blog tem-me despetado o interesse por saber mais sobre cervejas. De acordo consigo: com bife, uma boa cerveja é bem mais adequado que vinho. Já tentei a Abadia e essas coisas assim, mas, como sabe, sou um ignorante na matéria. Venha de lá essa informação iniciática?
Abraço
JC

 

At 7 de abril de 2008 às 13:09, Blogger VdeAlmeida

Meu caro JC

Pois assim será feito. O próximo post iniciará uma série de posts de "cerveja para principiantes"
Um abraço

Vp